0331

Por razões óbvias, este Santo casamenteiro ocupa um lugar muito especial no nosso coração. Gostamos até de o considerar nosso parceiro de negócios:
ele faz os arranjinhos e nós tratamos de eternizar os dias mais importantes através da fotografia- namoro, noivado, casamento, gravidez…-registamos tudo.

Claro que também trabalhamos com o Cupido, o São Valentim, a Afrodite e todos os outros que, de uma forma ou de outra acabam por nos dar que fazer mas, Santo António, é  Santo António. Mantém-se igual a si próprio até hoje. Não se transformou em criança-anjo de cabelo aos caracóis, em ursinho piroso, ou em “femme fatale”. Continua o mesmo de sempre, com as suas vestes simples e castanhas, com a sua famosa careca e, mais importante, com a sua forma recatada, porém infalível de fazer acontecer o amor. É este, ainda hoje o seu modus operandi.

Quem lhe pede ajuda, pode contar ela. Vai com certeza mexer uns cordelinhos, mesmo que à distância. É preciso é pedir!

Há quem diga que resulta rezar a novena todos os dias do mês de Junho; quem acredite que basta uma conversa mais pessoal, onde se dá a conhecer o nome da pessoa amada; quem jure que virar a sua imagem de cabeça para baixo é a solução.

Escolha uma, ou experimente todas. Mas não deixe de tentar. E, se resultar, marque as fotografias do casamento connosco. Histórias bonitas, merecem fotografias a condizer.

Guardar

Share
Tags: No tags

Comments are closed.